Notícias

Cartão próprio atrai cliente, mas é qualidade que o segura

O Povo Online

Os programas de fidelidade ou relacionamento, antes mais comuns entre companhias aéreas (milhagens), estão se tornando cada vez mais utilizados em micro e pequenas empresas. A estratégia está se tornando ainda mais válida diante do crescimento da concorrência. Os cartões podem ser magnéticos ou de pontuação.

No Brasil, existem 14,8 milhões de micro e pequenas empresas, das quais 4,5 milhões são formais e 10,3 milhões informais, gerando 28,7 milhões de empregos e 99,23% dos negócios do País (dados do IBGE). Mas a concorrência e a inadimplência elevada exigem cada vez mais dessas empresas um comportamento empreendedor. O professor da área mercadológica e consultor empresarial Tarcísio Mauri lembra que a fidelidade de clientes, hoje em dia, inexiste. "O cartão fidelidade se tornou, portanto, uma estratégia para garantir uma participação no mercado. É uma espécie de amarração, mas o que garante a fidelização é a qualidade do produto ou atendimento", afirma.

O cartão de fidelidade, segundo o especialista, serve também para promover tráfego nas lojas. Empresas que vendem pelo sistema de auto-serviço, por exemplo, utilizam o cartão para atrair clientes às lojas, oferecendo condições especiais, pois sabem que ele acabará comprando por impulso. Esse aliás, pode ser o perigo de se ter muitos cartões de fidelidade.

A professora de marketing da Faculdade de Economia e Administração (Feaac) da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Doutora em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, Cláudia Buhamra, diz que a maioria desses cartões não têm anuidade, concedem descontos, premiação e por serem da própria loja podem oferecer prazos de pagamento maiores. "O perigo é não saber administrá-los, ficar sem dinheiro para quitar as faturas e sem crédito nas lojas que costuma comprar".

Vantagens

Além das já citadas, para o empreendedor o cartão permite que ele conheça melhor seu público consumidor através de um banco de dados para uma comunicação mais personalizada. "Mas não adianta ter cartão apenas para dar mais prazo de pagamento. Prazo por prazo, o cliente pode ter um cartão de bandeira (Visa, Mastercard etc). O importante é você gerenciar as compras docliente".

Um supermercado, por exemplo, verifica que determinado cliente compra com frequência leite em pó e fraldas descartáveis, deduzirá que ele possui criança pequena em casa e poderá enviar um folder ou informar sobre promoções na área. "Se comunicar mais diretamente com o cliente é o diferencial".

 

Topo
POS
TEF Fácil
Fale Conosco

home | empresa | pos | tef fácil | serviços | suporte | divulgação | notícias | fale conosco | contato
Rua São Tomé, 119 - 7°andar - Vila Olimpia
Fone: +55 11 2175 9500 - +55 11 4550 1450


skytef.skype

SkyTef - Todos os direitos reservados